A arte de ser paciente.

Ter calma é uma virtude. E esperar por aquilo que queremos também. Podia dizer milhentas coisas sobre este assunto, mas reservo-me ao essencial. E é aqui que está o segredo daquilo em que eu acredito: o essencialmente necessário. Não porque quero dar uma de moral de vitimização ou de negação de luxos que nos preenchem e nos completam em algum momento da nossa vida. O que é necessário pode não ser para ti e vice-versa. Mas isto é viver e isso é que traz a verdadeira essência de cada ser humano. A diferença da união.

Escrevi um pequeno texto, ontem, no Instagram de uma fotografia minha em que estava sereno. O olhar estava calmo e confiante, porque sinto que tudo isto que estamos a enfrentar juntos é uma das maiores provas da nossa vida coletiva. Até que ponto nos ajudamos uns aos outros para proteger a integridade do próximo. Esta pandemia não é por acaso, tem um sentido. Tudo tem um sentido, por mais duro que seja. Agora pensem comigo: se nos tivéssemos portado bem durante as férias de natal e de passagem de ano, se nos tivéssemos resguardado de festas e aniversários, se tivéssemos cumprido à risca todas as regras que nos impuseram para travar a pandemia, acham que estaríamos como estamos hoje? Em que os profissionais de saúde transpiram todos os dias para salvar vidas e outras profissões essenciais resistem sob pressão ao nosso egoísmo doido de querer sair à rua e estar com pessoas porque não aguentamos mais este distanciamento social? Onde ficou a partilha? Onde ficou o respeito? Onde ficou a humildade? Onde ficou… a confiança? Confiar é muito importante e se confiarmos mais em nós e no que nos rodeia tudo isto acaba mais depressa do que estamos à espera.

Bem sei que os casos de suicídio aumentaram, bem sei que os casos de violência doméstica aumentaram, bem sei que o desespero, na cara de cada um nós, aumentou, mas temos de esperar. E essa para mim foi a grande lição do ano de 2020: ser paciente e confiar.  É difícil? Claro que é. É duro? Sem dúvida. Mas é essencialmente necessário. Eu sou um simples jovem que escreve umas coisas na internet e tenta fazer aquilo que mais ama na vida: comunicar, mas do que depender de mim vou sempre tentar fazer a vida de cada um que me lê e vê um pouco melhor.

A arte de sabermos esperar pela vida é mágica, porque nos faz parar, pensar e focarmo-nos noutras coisas que, numa rotina normal, não tínhamos vontade ou disposição de as fazermos. Esperar é isto. É olhar calmamente para o que nos rodeia e respirar fundo, porque estamos vivos e porque temos uma vida incrível à nossa espera. É, acima de tudo, sentirmos que somos capazes de qualquer coisa e que a vida sabe perfeitamente o que é. Não estamos sozinhos nisto. E sabem porquê? Porque somos todos família, mesmo não parecendo. Por isso, confiem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.